Nunca houve uma lancha como Gilda. Trazida por Juscelino Kubitschek à capital federal recém-inaugurada, na década de 1960, Gilda, primeira embarcação de grande porte a singrar o lago Paranoá, serviu a quatro presidentes até quase apodrecer totalmente.

Faltou pouco para a mais famosa lancha de Brasília não sucumbir ao tempo. Até que, quase uma década atrás, Gerard Souza, fundador da Villa Náutica, resolveu resgatá-la e financiar uma longa restauração. Após uma epopeia náutica, ele trouxe-a de volta às águas, bonita como sempre foi, 55 anos depois de chegar ao lago pela primeira vez. Agora, após anos de alegrias ao lado de Gilda, Gerard está em busca de um novo dono para a mais famosa lancha do Brasil. “Sinto que a Gilda está com saudade de navegar no mar. Chegou o momento de dar uma nova alegria à ela”, explica o empresário, que decidiu colocar a relíquia à venda.

Ficha técnica
Ano: 1936
Capacidade: 25 pessoas
Comprimento: 46 pés (14,20 metros)
Motorização: Dois motores GM Detroit de 136 hp cada
Combustível: Diesel
Preço: R$ 700 mil

Whatsapp Villa Náutica (61) 99243-3368

Galeria de fotos

Matéria da revista náutica sobre a história e reconstrução da Gilda